segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

ANIMAIS ARREMATADOS PELO EX-PREFEITO DE COELHO NETO (MA) COMEÇAM A CHEGAR NA FAZENDA PIMENTAS

Foto: Reprodução
O blog obteve a informação de que já teria chegado à fazenda Pimentas, de propriedade do ex-prefeito de Coelho Neto (MA) Soliney Silva/PMDB, o primeiro lote de equinos arrematados a preço de ouro na EXPOAPI. Segundo as informações, seriam 29 éguas. 

Conforme divulgação em um blog da cidade de Timon, Soliney negou que tivesse gasto R$ 800.000,00 com a arrematação desses animais. 

Para se ter uma ideia do tamanho desse gasto de Soliney, na 64ª EXPOAPI, realizada em 2014, o primeiro leilão de equinos  rendeu um pouco mais de R$1,1 milhão em negócios.

Segundo a fonte, a chegada desse primeiro lote na fazenda do ex-prefeito estaria obrigando a ampliação do número de baias existentes, em que até a temperatura terá que ser controlada. Isto estaria exigindo de Soliney  outro considerável investimento. Aliás, a construção dessas baias já estaria gerando uma movimentação muito grande na fazenda. 
Foto: Reprodução
As informações apontam também que esses animais terão que passar por uma dieta específica, com ração balanceada, nos moldes como são tratados os equinos nos Estados Unidos. Até o feno que será servido nessa dieta, e que estaria chegando nas próximas horas na fazenda Pimentas, passará por um cuidado todo especial, da produção ao transporte.

Foto: Reprodução.
As fotos que ilustram a presente matéria fora reproduzidas da internet.

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Crise derruba arrecadação de impostos e investimentos de prefeituras maranhenses, inclusive Coelho Neto.

As transferências de recursos para Coelho Neto caíram 17,6 %, ficando acima da média que é de 15,7%. No período de janeiro a novembro, o município teria deixado de arrecadar R$ 13.113,315,40.

Na esteira da crise econômica que atinge o governo federal e os Estados, as cidades do país amargam queda significativa na arrecadação de impostos e passaram a cortar investimentos e enxugar gastos.

Segundo a Confederação Nacional dos Municípios, outro "grande vilão" das prefeituras é o corte nos repasses da União. Entre as 50 cidades maranhenses pesquisadas, 44 (incluindo Coelho Neto) registraram queda nas transferências intergovernamentais.

A despesa no município é diferente daquela da União porque é 'incomprimível'. Não pode deixar de dar merenda escolar, tirar o lixo da rua ou fornecer remédio. Não pode fazer o que a União está fazendo: não pagar ninguém, atrasar programas.

As transferências às cidades caíram, em média, 15,7%. Com a falta de verbas, um dos principais alvos dos cortes são os investimentos (aplicação de recursos em obras ou aquisição de equipamento e instalações), que caíram 16% nesses 50 municípios.

ECONOMIAS
Foto: Repodução
Para fechar as contas, prefeituras têm buscado fazer cortes. Em Coelho Neto, o prefeito Américo de Sousa/PT, a exemplo das outras 49 cidades, num ato de coragem, teve que se expor para encarar os problemas conjunturais do município. A prefeitura registrou, em 2017, arrecadação tributária 17,6% menor. Segundo a CNM, a diminuição acontece, sobretudo, pela queda na arrecadação do ISS, a principal fonte do PIB local, cuja cobrança caiu de 5% para 3%.

Segundo a Confederação Nacional dos Municípios, esse tipo de iniciativa se tornou comum pelo país. A entidade fez uma enquete respondida pelas prefeituras pesquisadas em que a maioria diz que precisou cortar funcionários, por exemplo.
Embora as despesas correntes, que incluem gastos com pessoal, juros da dívida e custeio, tenham caído na maioria desses municípios, os gastos com salários ainda ultrapassam o que a Lei de Responsabilidade Fiscal chama de "alerta" (48,6%) ou de "prudencial" (51,3%) detectado em 21 das 50 localidades.

Quatro delas superam o "limite máximo" (54%). Coelho Neto atingiu os 61,3%. A campeã é São Roberto, no oeste do Estado, que gasta 63,8% de sua receita corrente líquida com pessoal.
Foto: Reprodução
Segundo a assessoria da prefeitura, o prefeito Américo assume o desgaste político como consequência dos cortes financeiros que teve que fazer. Porém, estaria preparado para a retomada de investimentos a partir do segundo trimestre do ano que vem.

Américo de Sousa está atento à abertura do orçamento da União e do Estado, o que vai acontecer a partir de março de 2018.

Colaboração: Felipe Bächtold.

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

O TROCO

Mesmo diante da insatisfação de grande parte dos seus aliados devido a sua falta de compromisso, o ex-prefeito Soliney Silva/PMDB gasta quase 1 milhão de reais na EXPOAPI. 
Soliney exibindo os lotes arrematados na EXPOAPI
O jornalista Elias Lacerda divulgou em seu blog mais uma das peripécias do ex-prefeito de Coelho Neto, Soliney Silva, a qual apresenta um grau de espetaculosidade que somente ele é capaz.  Em sua publicação, intitulada Ex-prefeito Soliney Silva mete a mão no bolso e arremata quase um milhão de reais na compra de cavalos na Expoapi, o jornalista afirma que “Soliney foi o nome mais badalado no primeiro dia de Exposição Agropecuária do Piauí, ocorrida na noite de ontem (2), em Teresina. Numa demonstração de que a perda do comando da prefeitura da vizinha cidade para o atual prefeito Américo de Sousa não lhe abalou em nada as finanças, Soliney foi o empresário que mais arrematou cavalos nos leilões realizados”.
E continua: “O ex-chefe do executivo coelhonetense não economizou dinheiro na hora de arrematar os animais que gosta de criar. Gastou quase um milhão de reais com cavalos de raça valorosos”.
O investimento do ex-prefeito além de ser o assunto da noite nos frequentadores do leilão, dominou os bate-papos nos grupos de WhatsApp formado por amantes de vaquejada.
Desde que deixou a prefeitura de Coelho Neto, Soliney Silva tem investido muito em uma de suas paixões: fazendas e criação de animais.
Pré-candidato a deputado estadual, o ex-prefeito também adquiriu recentemente mais um imóvel em Timon. Comprou uma boa casa no bairro Parque Piauí. “O colégio eleitoral timonense é uma das apostas de Soliney para sua eleição de deputado estadual em 2018”.
Que o ex-prefeito gaste o seu dinheiro com o que bem entender, mas, o curioso é que até recentemente ele mesmo divulgou que o seu patrimônio  estaria  bloqueado pela justiça.
Igualmente surpreendente é o volume de dinheiro gasto em apenas uma noite de leilão. Esse “dinheirinho” daria para resolver um monte de coisas, por exemplo, amenizar o sofrimento de seus aliados em Coelho Neto e região, onde ele firmou uma série de compromissos e não honrou nenhum até o momento.

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

PREFEITURA GARANTE UM 2018 MUITO MELHOR PARA COELHO NETO

Reportagem exclusiva mostra que a prefeitura de Coelho Neto – MA está preparada para enfrentar o segundo ano de governo sem os erros do primeiro.

Foto: Reprodução
O nosso portal abre as portas para o governo do prefeito Américo de Sousa/PT, numa reportagem onde é traçado um perfil da gestão petista para ser aplicado a partir de janeiro de 2018.

Fontes fidedignas informaram que o governo reconhece a ansiedade do povo em exigir respostas rápidas e eficientes, sobretudo nas áreas de educação, saúde e infraestrutura.

Nesse particular, segundo as informações, o prefeito Américo precisou tomar algumas atitudes radicais e, noutras, teve que ser enérgico para não incorrer em improbidade administrativa. Esse período turbulento foi sacrificante e extremamente necessário para obtenção de uma radiografia político- financeira, objetivando viabilizar as contas públicas, de modo a percorrer os caminhos traçados pela sua cúpula partidária e aprovados pela população durante a campanha que o elegeu.

Assim sendo, o blog foi informado de deliberações consideradas pelo governo municipal como extremamente necessárias:

APAE

(Foto: Reprodução) APAE: Gestão financeira sob responsabilidade da Prefeitura
Esse assunto ecoou nas redes sociais e aplicativos da internet como se o município tivesse interesse em se apoderar do patrimônio daquela ONG. O fato foi parar na promotoria de justiça, onde o prefeito Américo de Sousa, responsável direto pela prestação de contas de todo dinheiro que entra na prefeitura, mostrou o seu plano de ação traçado para garantir o funcionamento da entidade, que inclui reforma da escola Joaquim Aurélio, disponibilização de micro-ônibus, professores, profissionais de saúde e toda a estrutura necessária aos assistidos e suas famílias.

ABASTECIMENTO D’ÁGUA
Foto: Reprodução
Segundo a fonte, mensalmente são investidos R$ 300.000,00 no setor. Como se sabe, o município não cobra dos consumidores e, por conta disso, tem que se virar para garantir o funcionamento do sistema. 

Preocupado com o que possa acontecer no futuro, o prefeito Américo trouxe à Coelho Neto uma equipe técnica da FUNASA para um diagnóstico completo da situação do abastecimento de água. O relatório sai agora, em dezembro e, a partir de janeiro, os esforços serão envidados na continuação do projeto de capitação de água do Rio Parnaíba, o que será insistentemente cobrado do governo federal.

SAÚDE

Foto: Reprodução
Os esforços do governo municipal continuam focados na construção de um hospital capaz de absorver todo o contingente de pacientes da região. O prefeito reconhece as dificuldades para reerguer o Hospital Ivan Rui, sobretudo, pela falta de sensibilidade dos envolvidos. Mas, para 2018, a depender dos esforços do governo, essa necessidade será suprida. Para tanto, as demandas do setor foram mapeadas e encaminhadas ao governo federal onde aguardam por deliberação.

(Foto: Reprodução) Construção do HM: o foco do prefeito Américo de Sousa
A prefeitura informou que nestes primeiros 11 meses de gestão foram repassados à saúde R$ 14.644.675,69. Isto representa uma média de R$ 1.331.334,15/mês. 

Repasses para o setor são insuficientes para o tamanho do problema
Desse dinheiro, a maior parte é consumida pela UPA que até o momento não tem recebido nenhum tipo de repasse do governo federal. Por uma questão de solidariedade, o prefeito mantém aquela unidade em funcionamento enquanto se empenha em cobrar do Ministério da Saúde a transferência de recursos já celebrada em convênio.

(Foto: Reprodução) UPA consome maior parte dos recursos 
O que sobra da média do recurso mensal é aplicado nas UBS’s, CAPS e CAPS AD, TFD e no cumprimento da pactuação que exige o atendimento aos municípios de Afonso Cunha e Duque Bacelar. Segundo a assessoria do governo municipal, o prefeito Américo de Sousa, respaldado nos reclamos da população, continua centrado no esforço de melhorar a saúde no ano que vem.

EDUCAÇÃO

Foto: Reprodução
A prefeitura licitou, no início de 2017, o serviço de manutenção de todas as escolas do município, priorizando aquelas em pior estado de conservação. Entanto, foi surpreendido pelo tamanho dos estragos, o que ocasionou certa morosidade no cumprimento dos prazos determinados para a conclusão das obras.

A fonte informa que o prefeito já está organizado para continuar a recuperação e ampliação das demais unidades, cumprindo o prazo legal, sem prejuízos para os alunos e para o governo. Há também a garantia de que o transporte escolar terá uma cara nova em 2018.

VICINAIS
Foto: Reprodução
Mesmo a contragosto da oposição, o prefeito Américo teve que iniciar a reforma das vicinais que cortam o município. Segundo as informações, são 228 quilômetros de estradas precisando de reforma urgente. Em alguns trechos, a reforma das pontes é o que mais exige a população, principalmente alunos que precisam se deslocar para as escolas da sede.
Foto: Reprodução
O serviço foi deflagrado em dois trechos: da MA-123 ao povoado Barro Vermelho e da MA-123 à Baixa Fria, passando pela localidade Volta. Atualmente, a frente de serviço está no trecho Lagoa Seca, Buenos Aires, Marinheiro, Monte Alegre, Cajueiro e Carmo. 
Foto: Arquivo
Em outros trechos, a reforma se iniciou com a recuperação das pontes, a exemplo das pontes dos povoados São Lourenço e Carmo. 
Foto: Reprodução
Esse serviço está sendo executado sem nenhum convênio com os outros governos, diferentemente da gestão anterior que recebeu quase 6 milhões de reais para o mesmo serviço.
Recursos do governo anterior: aplicação duvidosa


ESGOTO

Foto: Limpeza de galerias
Foto: Escoamento garantido
Outra preocupação do prefeito Américo segundo sua assessoria, está relacionada ao escoamento das águas pelas galerias que cortam a cidade, cuja situação é afetada no período chuvoso devido à situação topográfica, como mostram os mapas abaixo. 











Visando evitar inundações e prejuízos às famílias que residem próximo as áreas de risco, o gestor exigiu do secretário da pasta que não descanse até concluir todo o serviço de limpeza e, em alguns casos, o alargamento da galeria. 

Mapeamento das galerias
 



O curso fluvial foi todo mapeado. A medida, que também sacrifica os cofres da prefeitura, vai resultar na garantia da mobilidade dos coelhonetenses. Pelo mapeamento, a prefeitura vai buscar recursos para recuperação de pavimentação asfáltica, poliédrica e calçamento onde não existe, além da recuperação de praças, passeios, sarjetas e meio-fios. Se confirmado, Coelho Neto irá se transformar num canteiro de obras. Que venha 2018!



segunda-feira, 13 de novembro de 2017

PROVÁVEL INVESTIGAÇÃO DO TCE/MA VAI DIZER SE HOUVE APROPRIAÇÃO INDÉBITA OU DESVIO DE DINHEIRO NA PREFEITURA DE COELHO NETO - MA

Durante a gestão passada o setor de finanças teria prejudicado empresas ao descontar impostos e encargos sociais sem que os valores fossem repassados ao Fisco.

Foto: Reprodução
A tesouraria da Prefeitura de Coelho Neto (MA) teria lesado empresas junto ao fisco estadual e federal ao descontar impostos e encargos sociais e não repassar o dinheiro à Fazenda durante a gestão anterior.

Não se tem ainda informações concretas sobre onde foi parar o dinheiro referente aos descontos, sobretudo, o que deveria ser destinado à Receita Federal. As primeiras informações ventilam que se trata de um fluxo financeiro muito grande.

Levantamento atual indica que o rombo ultrapassa a quantia de R$ 2.000.000,00. As empresas prejudicadas já teriam denunciado o fato ao Tribunal de Contas do Maranhão – TCE que poderá iniciar uma operação “pente fino” na Prefeitura a qualquer momento.

Na gestão anterior (até 2016) a responsabilidade pelo recolhimento de impostos e encargos dessas empresas era dos funcionários titulares da pasta

Segundo informações de um empresário, que preferiu não se identificar, a Tesouraria não soube explicar por que os impostos foram descontados e não repassados ao fisco.


Ninguém do governo anterior foi localizado para falar sobre o assunto.

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

EX-VEREADOR DENUNCIA PRESIDENTE DA CÂMARA DE COELHO NETO (MA) AO MPE E DAR CIÊNCIA AO PROCURADOR GERAL DO ESTADO

Foto: Reprodução
O ex-vereador Edivaldo Alves da Silva protocolou denúncia à promotora de justiça da comarca, Dra. Elizete Pereira da Silvacontra o presidente da Cãmara de Vereadores do município Osmar Aguiar/PT.

Na denúncia, o ex-vereador pede investigação sobre a Licitação que resultou no contrato de aluguel de uma Caminhonete S10, Placa DUB - 8677 PI. Cópia da denúncia foi encaminhada ao Procurado Geral do Maranhão, Rodrigo Maia. Leia abaixo:

EXCELENTÍSSIMA SENHORA DRA. ELIZETE PEREIRA DA SILVA, PROMOTORA DE JUSTIÇA DA COMARCA DE COELHO NETO –MA.


EDIVALDO ALVES DA SILVA, brasileiro, casado, comerciante, ex-vereador do município de Coelho Neto (MA), portador do RG nº 1.252.399 SSP/PE e do CPF nº 519.286.133-53, residente e domiciliado nesta cidade de Coelho Neto (MA), à Rua Francisco Zeferino, nº 13, Bairro Cajueiro, vem perante este douto MPE EXPOR e, ao final, REQUERER o seguinte:

1.     O prefeito deste município AMÉRICO DE SOUSA DOS SANTOS/PT e a sua bancada de sustentação na Câmara Municipal têm divulgado constantemente na internet e através da emissora de rádio Cidade Livre FM que as centenas de demissões, a falta de médicos e medicamentos, o sistemático fechamento da UPA, a lenta reforma de escolas e, enfim, a ineficiência da gestão na prestação de serviços essenciais à população tem-se dado em função de grave crise financeira;

2.     Considerando que por trás dessa suposta crise financeira o que a população desempregada e doente observa é a fanfarronada dos representantes do Legislativo e Executivo, os quais, exibem, sem qualquer escrúpulo, farto patrimônio pessoal;

3.     Constando que denúncias de supostos crimes contra a administração pública, cometidos pelo petista, se avolumam nesta Promotoria sem que os autores tenham qualquer conhecimento de eventuais providências;

4.     Considerando que em todas essas ocorrências há a conivência e a subserviência da maioria dos vereadores;

5.     Considerando que, diante dessa realidade, a nefasta conduta destes representantes do povo funciona nos ânimos da população como um “barril de pólvora” prestes a explodir, venho espontaneamente e livre de qualquer ranço ou pretensão política, formular denúncia contra o Presidente da Câmara de Vereadores, Sr. OSMAR AGUIAR/PT, o qual, conforme publicações da imprensa na blogosfera, teria realizado Licitação para locação de veículos àquela casa legislativa;

6.     Que, segundo essas publicações, o presidente OSMAR AGUIAR não teria consultado o Plenário da Casa;

7.     Que, segundo afirmara o próprio OSMAR AGUIAR, em plenário e após insistência de centenas de pessoas do povo, a licitação previa o aluguel de 01 (uma) Caminhonete e 01 (um) Automóvel, mas que decidira apenas pela caminhonete, modelo S10, cujo contrato atingiu a bagatela de R$ 198.000,00/ano;

8.     Que o contrato de aluguel do referido veículo foi celebrado entre a Câmara e a Construtora Silvestre Ltda., de Floriano – PI, mas que a caminhonete em alusão, de Placas: DUB – 8677, segundo a publicação do Blog do Samuel Bastos, é particular e, portanto, não pertence à empresa contratada; (em anexo todas as matérias publicadas no blog do Samuel Bastos sobre o assunto);

9.     Considerando que o comentário na cidade é que a referida caminhonete pertence, de fato, a OSMAR AGUIAR, cuja suspeita se dar no fato de que o veículo permanecia em frente a sua residência, à Rua Raimundo Sérvulo de Lima, 455, centro, porém, após as denúncias essa Caminhonete simplesmente sumiu!;

10.                       Considerando que, de modo geral o que motiva a cassação de mandato é a quebra de decoro parlamentar, venho por este meio REQUERER deste douto MPE que, caso ache conveniente, determine merecida investigação sobre o fato para, em seguida, após constatados os crimes aqui supostos, pedir a exemplar punição ao culpado.
N. Termos,
E. Deferimento.
Coelho Neto (MA), 01 de novembro de 2017.

EDIVALDO ALVES DA SILVA
Requerente




C/Cópia: pgegabinetema@gmail.com



Chamem a polícia! Presidente da Câmara de Coelho Neto vai pagar quase R$ 200 mil com o aluguel de um carro
Presidente Osmar Aguiar: contrato imoral

Partil7
A Câmara de Coelho Neto pelo visto não foi atingida com a crise que o presidente Osmar Aguiar (PT), tanto gosta de falar para aliviar a barra “do chefe”, que no comando do Executivo faz uma gestão desastrosa e vende dificuldade onde não tem.
Pois bem, mostrando que a Câmara está com “dinheiro saindo pelo ladrão”, o presidente assinou recentemente um contrato imoral de quase R$ 200.000,00 (duzentos mil reais) com a Construtora Silvestre LTDA, com sede em Floriano-PI, adivinhem para que? Isso mesmo, para aluguel de um carro que custará aos cofres públicos a bagatela de R$ 198.000,00 (cento e noventa e oito mil reais), conforme extrato do contrato a que o blog teve acesso.
Extrato do Contrato no valor de R$ 198.000,00 para locação de um veículo

Agora está explicado os motivos do presidente andar ostentando de caminhonete na cidade para cima e para baixo. Poder é coisa que muda as pessoas não? Pois bem, enquanto alega crise, o petista deve desembolsar uma média de R$ 16.500 (dezesseis mil e quinhentos reais) de aluguel/mês nos próximos doze meses. A primeira parcela no valor de R$ 10.500 (dez mil e quinhentos reais) já foi inclusive paga.

Extrato do empenho para o pagamento da primeira parcela de contrato da locação do veículo no valor de R$ 10.500,00

Mas o presidente precisa responder algumas perguntas que não querem calar: Para que alugar carro, se todos os vereadores possuem o seu próprio veículo? Se o carro é a serviço da Câmara, porque só o presidente anda e o trata como se fosse de sua propriedade? Quantos carros dariam para a Câmara comprar com o valor desse contrato? E os demais vereadores, será que estavam sabendo disso ou tudo foi feito na surdina?
Se ainda resta um pouco de bom senso e de zelo pelo seu nome, o presidente Osmar Aguiar deverá cancelar esse contrato imediatamente, sob pena de responder na justiça por esse assalto ao bolso do contribuinte.
É um deboche, uma imoralidade e principalmente uma afronta aos coelhonetenses…

É bomba! Denúncia feita ao blog diz que carro alugado pelo Presidente da Câmara está todo encrencado…
Partilhar

Osmar Aguiar durante sessão da última quinta (26): lenga-lenga, ataques a Albino e nenhum documento

Enganou-se quem pensou que o assunto da caminhonete alugada pelo presidente da Câmara Osmar Aguiar (PT) está encerrado e que aquele teatro protagonizado por ele na sessão da última quinta (26), convenceu alguém, muito pelo contrário, após a encenação do petista, várias informações passaram a chegar no blog sobre o caso.
Segundo nossas fontes, já existem provas documentais de que o dono da empresa responsável pela caminhonete tem ligações familiares a um dos fornecedores da prefeitura, talvez por isso, o presidente não deu explicações claras de como a empresa repassava o valor do combustível incluido no aluguel conforme cobrança do vereador Rafael Cruz (PMDB), apenas disse que abastecia num posto da cidade (coincidência ou não, o mesmo que fornece combustível para a prefeitura).
Outro fator que chamou atenção de um leitor do blog é que todos os avisos de licitações da Câmara constam no Diário Oficial, mas uma rápida busca constata-se a ausência justamente do aviso sobre a licitação específica do aluguel da caminhonete.
Durante o final de semana passou a circular na cidade que a caminhonete S10 da licitação havia “evaporado”, ou seja, não tinha sido mais vista transitando na cidade. Acontece que o presidente não contava que alguém já tinha fotografado o carro e que pelos dados da placa ficava fácil identificar o histórico do veículo.


Famosa S10 fotografada por um leitor do blog em frente a casa do presdiente da Câmara

Numa rápida verificação dessa denúncia feita ao blog foi constatado que a caminhonete S10 de placa OUB 8677 está em nome de Francisco Carlos Alves do Nascimento, estando como veículo particular. Acontece que pela Lei, se a licitação foi feita para contratação de empresa, obviamente o carro teria que ser no CNPJ da empresa e não no nome de pessoa física.

Dados da caminhonete

O blog consultou pelo menos três advogados e todos foram unânimes em dizer que a contratação nestes moldes é irregular. Um deles foi além e disse que o carro em nome de pessoa física subentende uma subcontratação, o que é vedado 100% para locação de veículos segundo jurisprudência do próprio Tribunal de Contas do Estado – TCE.
Está na hora dos vereadores agirem para apurar estes fatos. A população quer saber das provas documentais que comprovam a lisura do contrato “tão bem vendida” pelo presidente e que até agora não foi divulgado nenhum. Onde está a publicação da licitação? Onde está a alteração dos valores do contrato? Cadê os documentos do carro em nome da empresa?
Sem estas respostas, o presidente corre sérios riscos de sofrer penas incluive com afastamento do cargo, tendo que responder judicialmente por isso.
Com a palavra os vereadores…







Osmar Aguiar: fala demais e documentos de menos
O presidente da Câmara de Coelho Neto Osmar Aguiar (PT) usou a tribuna nesta quinta (26), para tentar explicar o episódio do aluguel de carro denunciado em primeira mão por esse blog.
Ao fazer uso do grande expediente, o petista passou boa parte enchendo linguiça querendo mostrar “seus feitos”. Explicou a mesma versão da nota de que o contrato de R$ 198.000,00 (cento e noventa e oito mil reais) porque seriam para dois carros, mas que ele decidiu que seria apenas um reduzindo o contrato para R$ 126.000,00 (cento e vinte seis mil reais. Segundo ele os R$ 10.500,00/mês estaria incluído a caminhonete, o combustível, manutenção e seguro.
Ataques a Albino
Em tom calmo no início, o presidente de uma hora para outra alterou a voz a passou a fazer ataques ao investigador da polícia civil Albino Klauberth, que fez críticas sobre o episódio na rede social. Disse entre outras coisas que ele teria que deixar de ser irresponsável e o acusou de veicular mentiras, inverdades, de forma politiqueira, baixa e se colocando como um bandido.
Disse que tinha uma decepção gigantesca com Albino que deveria exercer seu papel mas que é um politiqueiro de quinta categoria, que havia se vendido para o ex-prefeito Soliney, que não tinha moral para falar dele e disse que a boca miúda os comentários são que Albino está conivente com a criminalidade.
Nas redes sociais, o presidente da Câmara foi bastante criticado pelos ataques gratuitos a Albino feito de forma desnecessária e sem qualquer razão de ser.
Cobrança dos vereadores
O vereador João Paulo (PMDB), disse que as coisas tinham que está as claras, que a sociedade cobrava publicidade e transparência. Ele cobrou a publicação da mudança do contrato no Diário Oficial e que informações como essas fosse repassada a todos os vereadores já que haviam alguns como ele que não foram informados sobre o contrato, como estaria se dando o abastecimento de combustível já que estava tudo incluído no pacote.
O vereador Rafael Cruz (PMDB) também fez uso da palavra e disse que os esclarecimentos era necessário porque o fato não atingia apenas o presidente como a Câmara como um todo. Ele disse que o impacto da notícia se devia pelo fato da sociedade está sofrendo com a falta de circulação de dinheiro, defendeu a denúncia feita pelo blog baseado no extrato do contrato extraído do Diário Oficial sem especificação alguma e que a nota divulgada por ele não tinha qualquer prova documental e reafirmou que a bancada da oposição não sabia da contratação do veículo.
O vereador Reginaldo Janse (PMDB) fez um discurso em tom bem ameno fazendo mais referências a inclusão do seu nome no discurso do presidente pra tentar criar clima entre ele e Albino, profissional que ele fez questão de elogiar e enaltecer o trabalho.  O vereador Luiz Ramos (PSD), fez o velho discurso para gradar o governo mas foi duramente repreendido pela colega Camila Liz, que pediu que deixasse de ser irresponsável quando tentou insinuar que as contas de gestão do ex-presidente Raimundão poderiam ser reprovadas.
Os demais vereadores da base Sillas Alexandre, Liza Pires, Marco Tourinho e Mohabe Branco faltaram a sessão que teve conversa demais e documentos de menos.
Durante o discurso, Osmar classificou a notícia por várias de irresponsável. Mas foi graças a essa notícia irresponsável que o contrato veio à tona, foi graças a notícia irresponsável que muitos vereadores tomaram conhecimento do valor do contrato e foi graças a notícia irresponsável que ele teve obrigatoriamente que emitir uma nota e ocupar a tribuna para se explicar.
E o blog continuará cumprindo seu papel de informar a população.
Goste ou não presidente, de quem a opinião depreciativa sobre o blog pouco importa…